Herbário completo de Emily Dickinson está disponível online

Inicialmente, meu plano pra 2018 era fazer uma horta, já é quase março e eu não plantei nem feijão no algodão. É aquele ditado: vamo fazê o quê?
Resultado de imagem para vamo fazer o que ines brasil

Aí, vi essa notícia do herbário e fiquei com vontade de fazer um por motivos de: mais simples que horta, não precisa deixar a planta viva e dá pra juntar botânica, design e pesquisa. Agora só falta a preguiça permitir mesmo. Enquanto isso, chorem na beleza desse catálogo!

Sequence 5 of 72

Com mais de 400 espécies secas dispostas em 66 páginas de um álbum de capa dura, o herbário da poeta americana Emily Dickinson pode ser visto no site da Universidade de Harvard, também responsável pela digitalização.

As plantas foram coletadas por Dickinson entre 9 e 16 anos, de 1839 a 1846 e coincide com o começo de seus estudos em botânica. Catalogadas à mão, por nome comum e científico, as espécies são dispostas de forma artística e gráfica nas páginas do herbário, antes praticamente indisponível ao público.

O exemplar original é tão frágil que até mesmo os estudantes são proibidos de consultá-lo na Biblioteca Houghton de Livros Raros da Universidade de Harvard. Em 2006 foi lançada uma edição fac-símile, que esgotou na velocidade da luz e atualmente está cotada entre US$ 1.000 e US$ 2.000 na Amazon.

Imagens: Reprodução

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s